fbpx

Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro completa um ano como referência em obstetrícia

Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro completa um ano como referência em obstetrícia

Ao longo desse um ano de funcionamento, o hospital da rede Hapvida tem investido em ações, estrutura e pessoal para estimular o parto adequado

Receber mães e bebês, diariamente, é um ofício que necessita de um ambiente de acolhimento e qualidade no atendimento, pois isso é fundamental para manutenção da saúde das mulheres e seus filhos. O Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro do Hapvida Saúde completa um ano de funcionamento neste dia 23 de agosto e entende que acolher bem as mulheres, principalmente na maternidade, é também cuidar da vida. A unidade, única da rede particular totalmente voltada à saúde da mulher, ampliou os serviços ofertados a esse público e expandiu o número de leitos no Ceará.

Com mais de seis mil partos realizados ao longo desse primeiro ano de funcionamento, o hospital tem trabalhado cada dia mais para estimular o parto adequado e reduzir o número de cesáreas desnecessárias, como recomenda, também, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Para isso, a unidade investe na formação e conscientização dos seus profissionais que fornecem todas as informações necessárias às gestantes, desde o pré-natal até o parto. O hospital conta ainda com a assessoria técnica do médico obstetra, Dr. Edson Lucena, chefe da Divisão de Gestão do Cuidado da Maternidade Escola Assis Chateaubriand (Meac), da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Dentre as ações realizadas junto às gestantes, o hospital promove mensalmente, no último sábado de cada mês, rodas de conversa entre as mães e os pais com médicos do corpo clínico (neonatologistas, obstetras, anestesistas) para elucidar as dúvidas comuns nesse período. No tocante à estrutura, o hospital oferece sete salas PPP (pré-parto, parto e pós-parto), que dispõe de equipamentos necessários para a realização dos procedimentos, incluindo berços aquecidos para a permanência do recém-nascido perto da mãe durante toda a estadia na unidade.

Desde a inauguração, o hospital dispõe também de um espaço para a prática do Método Canguru, que promove o contato pele a pele entre a mãe e o seu bebê prematuro, muito eficaz para o desenvolvimento da criança. O espaço Mãe-Canguru do Eugênia Pinheiro possui dez leitos e pode ser usufruído por mães e pais. Entre os benefícios do método estão a diminuição do tempo de internação do bebê, aumento e estabilidade corporal, diminuição dos riscos de infecções, além de possibilitar que o bebê inicie mais precocemente o aleitamento materno no seio da mãe. O método é ainda muito importante para fortalecer o vínculo afetivo entre os pais e o bebê.

Além do investimento técnico dos profissionais e na infraestrutura para oferecer um ambiente agradável e confortável para as pacientes, o Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro investe num treinamento constante para oferecer um atendimento diferenciado e humanizado. “Todo esse trabalho, realizado diariamente, fez com que, após um ano de funcionamento, tenhamos nos consolidado como um serviço de referência obstétrica no Ceará”, reforça a diretora médica da unidade, Dra. Izabela Parente.

Incentivos ao aleitamento materno

Outro setor de destaque nesse ano de operações é o Posto de Coleta de Leite Humano Hospital Maternidade Eugênia Pinheiro, vinculado ao Banco de Leite Humano César Cals. O espaço, além de posto de coleta, funciona como sala de ordenha para as lactantes, internas ou não do hospital. O leite coletado no hospital é enviado para o banco de leite do Hospital Geral Dr. César Cals, onde ele é pasteurizado. Quando retorna para o Eugênia Pinheiro, esse leite é utilizado para alimentar os bebês internados da UTI neonatal que não podem ou não conseguem mamar direto no seio da mãe. Mensalmente, seis mil litros de leite humano pasteurizado são doados e distribuídos aos recém-nascidos prematuros.

Também com o objetivo de promover a amamentação e a importância do leite materno nos primeiros meses de vida do bebê, o Eugênia Pinheiro estimula as mães que produzem bastante de leite a doar o alimento para o posto de coleta. Essa doação pode ser feita enquanto a mulher estiver internada na unidade, mas também depois, uma vez que o hospital também recolhe na casa da mãe os vidros com leite materno doados. Para isso, as mães recebem orientação sobre ordenha e armazenamento, para o caso de quando elas preferem fazer o processo em casa.

Outro procedimento implementado no hospital foi ao sistema de Ordenha Beira-leito, em que a mãe tem a possibilidade de retirar o leite, dentro da UTI neonatal, tendo um contato mais próximo com seu bebê. Após a ordenha, o leite é ofertado imediatamente ao bebê. Essa prática é orientada e estimulada pelo Ministério da Saúde.

Ainda visando promover a amamentação, o Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro realizou evento aberto ao público nos dias 16 e 17 de agosto, em comemoração ao Agosto Dourado, mês de incentivo ao aleitamento materno. Realizado no Espaço Mãe Canguru, o evento teve como tema “O aleitamento materno como a base da vida” e contou com momentos para convidados, mães internas e profissionais da área de saúde.

 

INFORMAÇÕES À IMPRENSA:

VSM COMUNICAÇÃO: (85) 3456-6100

ERIKA MAVIGNIER: (85) 99973-8928

Deixe uma resposta

Fechar Menu