fbpx

Empresas de asseio e conservação iniciam projeto para desinfecção de entidades filantrópicas

Empresas de asseio e conservação iniciam projeto para desinfecção de entidades filantrópicas

Primeira instituição a passar pelo processo de desinfecção contra o novo coronavírus foi Lar Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza

Cerca de 90 pacientes com câncer que se abrigam na casa de apoio Lar Nossa Senhora de Fátima, incluindo muitos idosos, passarão a enfrentar esse período de pandemia do novo coronavírus com mais segurança, a partir de procedimentos de desinfecção sanitária dos ambientes internos e externos. A instituição beneficente foi a primeira a receber, na manhã desta quarta-feira (13), o “Projeto Sanitização Ambiental, Conservando Vidas”, iniciativa do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Ceará (Seacec), em parceria com a Fecomércio-CE, por meio do Mesa Brasil Sesc, e empresas de outros segmentos.

De acordo com o presidente do Seacec, Fabiano Barreira, “a escolha da data e da entidade para iniciar a campanha, levou em conta, além do serviço essencial que presta a esse grupo de risco para a Covid-19, o simbolismo do dia consagrado à Nossa Senhora de Fátima”. Também nesta quarta-feira, mas no período da tarde, a Casa de Nazaré (no Grande Montese) recebeu o mesmo tipo de higienização feita com pulverizadores especiais.

O diretor-executivo do Seacec, Edson Arouche, explicou que “ao longo dos próximos dois meses serão desinfetadas 16 instituições. Esse tipo de ação acontecerá sempre às quartas e sextas. A primeira etapa terá 30 dias e, após esse período, nós voltaremos a essas instituições para fazer novamente essa desinfeção”. Por sua vez, o presidente da Fecomércio-CE, Maurício Filizola, lembrou que esse projeto “traz a colaboração com a saúde e a qualidade de vida das pessoas. Isso é a essência do servir, da solidariedade e da cooperação”.

Para a Irmã Maria do Socorro, diretora da Casa de Apoio Lar Nossa Senhora de Fátima, a iniciativa “de sanitização trará maior bem-estar aos nossos pacientes, que precisam de um ambiente são para vencer o coronavírus. Somos muito gratos a todos que vieram prestar esse ato de solidariedade”.

O projeto terá seguimento na próxima sexta-feira (15) com a sanitização da Creche Pleno Viver, em Maracanaú, e no Recanto Sagrado Coração, em Fortaleza.

Sanitização Ambiental

A sanitização ambiental consiste em limpar e desinfetar um espaço fechado ou aberto com a aplicação de um produto eficiente contra o novo coronavírus e que não é prejudicial à saúde das pessoas ou dos animais.
Os profissionais envolvidos na higienização usam EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para tornar esse processo mais seguro. Na hora da aplicação, deve ser evitada a inalação do produto, mas já sé possível circular no ambiente desinfetado, cerca de 15 minutos depois do serviço ser concluído.

Na ação, são usados dois equipamentos de sanitização, cada um adequado a um tipo diferente de ambiente. Para grandes áreas, por exemplo, é usado um equipamento maior à combustão, chamado atomizador, cujo jato pode atingir distâncias de até 16 metros. Já para áreas menores, tais como salas, quartos e banheiros, é usado um pulverizador à bateria.

O Seacec e as instituições parceiras também criaram um canal de comunicação para que outras instituições possam ser beneficiadas, caso assim o desejem. É o telefone (85) 99981-6252. Essa iniciativa tem a participação direta de seis empresas associadas ao Seacec: (Serval, Solução, Singular, Metas e Viper) e é desenvolvida em parceria com: a Mesa Brasil Sesc, do sistema Fecomércio; a TopClean; a Clarus e a Makita.

SERVIÇO

Sanitização da Creche Pleno Viver “Fundação Terra”

Data: 15 de maio, às 9h
Endereço: Rua Jairo Freire de Lima, 2055, Alto Alegre II, Maracanaú

Sanitização do Recanto do Sagrado Coração

Data: 15 de maio, às 14h
Endereço: Av. da Universidade, 3106, Benfica, Fortaleza

CONTATOS DE IMPRENSA

Adriano Queiroz: (85) 98745-1737
Sabrina Lemos: (85) 99626-6677

Deixe uma resposta

Fechar Menu